Fórum Educação
11 de março de 2020, 07h57

Ex-ministro do TSE, advogado de Bolsonaro diz que “ele deve ter alguma prova” sobre fraude nas eleições

Admar Gonzaga integrava o TSE nas eleições de 2018 e disse que presidente nunca comentou sobre as supostas provas de fraude

Foto: Roberto Jayme| Ascom| TSE

O advogado Admar Gonzaga, que hoje tem como cliente o presidente Jair Bolsonaro, integrava o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições de 2018. Esta semana, Bolsonaro disse que houve fraude nas apurações e que, se não fosse por isso, teria vencido em primeiro turno.

Em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, Admar disse que o presidente “não falaria isso levianamente”. “Eu o conheço há muitos anos. Ele deve ter alguma prova”, acrescentou.

O advogado afirma, contudo, que Bolsonaro nunca comentou sobre as supostas provas. “Será uma surpresa para todos nós, que estávamos no TSE naquela época”. Ele diz ainda que confia em todos os ministros do tribunal e no sistema da votação.

Os demais ministros do TSE desconfiam da declaração do presidente e dizem que o ex-capitão deve entregar no máximo algumas estatísticas para tentar deslegitimar as eleições.

Rosa Weber, por exemplo, disse que o sistema é auditado, o que permite a apuração de eventuais denúncias e suspeitas, “sem que jamais tenha sido comprovado um caso de fraude, ao longo de mais de 20 anos de sua utilização”.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum