Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de outubro de 2019, 09h05

Extrema-direita se dá mal ao tentar promover linchamento de Isa Penna pelo Twitter

Postagem onde Isa mostra de maneira detalhada tanto a sua intervenção, ao ler o poema “Sou puta, sou mulher, quanto as reações desmedidas dos deputados do PSL, foi curtida e compartilhada por milhares de internautas

Foto: Alesp

A deputada estadual, Isa Penna (PsoL-SP), provocou violenta reação da extrema-direita após ler o poema “Sou puta, sou mulher”, da poeta Helena Ferreira, no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na última quarta-feira (2).

A internet, no entanto, reagiu em defesa da deputada. Postagem feita nesta quinta, onde Isa mostra de maneira detalhada tanto a sua intervenção quanto as reações dos deputados, foi curtida e compartilhada por milhares de internautas. Veja abaixo:

“A leitura do poema “Sou puta, sou mulher”, que fiz ontem, na tribuna da ALESP, gerou dezenas de mensagens de ódio e um pedido de cassação, feito pelo delegado Douglas Garcia. Mas não estamos sozinhas, recebemos inúmeras mensagens de apoio à nossa mandata!”

O caso foi parar entre os assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta sexta-feira, com a hashtag #IsaPennaQuebrouDecoro.

“Sou puta. Quando uso a boca vermelha. Meu salto agulha. E meu vestido preto. Sou puta. Mordo no final do beijo. Não fico reprimindo desejo”. Os primeiros versos do poema indignaram os parlamentares, que não deixaram a oradora continuar.

Isa Penna foi interrompida por Valéria Bolsonaro (PSL), repreendida pelo presidente da Casa, Cauê Macris (PSDB), e ouviu, de quebra, Douglas Garcia (PSL) prometer pedir a cassação do seu mandato.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum