Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de janeiro de 2019, 22h09

Faustão recua e diz que não se referiu a Bolsonaro quando falou de política em seu programa

Fausto Silva havia feito um discurso político em seu último programa sobre "o imbecil que está lá e não deveria estar" e muita gente achou que se tratava de uma indireta para Jair Bolsonaro; apresentador, no entanto, gravou vídeo para esclarecer que se referia aos políticos de maneira geral

Reprodução/TV Globo

Depois da enorme repercussão causada por um comentário político no programa “Domingão do Faustão”, da Globo, no último domingo (6), o apresentador Fausto Silva recuou e afirmou, em vídeo gravado e divulgado nesta segunda-feira (7), que não se referia ao presidente Jair Bolsonaro quando falou sobre “o imbecil que está lá”.

“Na hora do Carnaval e da seleção, o brasileiro (e nós sabemos muito bem) é um povo que tem união, tem solidariedade, tem uma integração. Por que isso não acontece nas coisas sérias? Lutar por educação, saúde pública, contra a corrupção, contra a incompetência. O imbecil que está lá (e não deveria estar) pode até ser honesto, mas é um idiota que está ferrando com todo mundo”, havia dito o apresentador. Como muita gente interpretou a fala como uma indireta para o presidente eleito, apoiadores de Bolsonaro ficaram revoltados.

No vídeo, Faustão esclareceu que o programa exibido foi gravado no ano passado e que se referia aos políticos de uma forma geral, e não a um em específico ou seus eleitores.

“Em nenhum momento eu falei do atual presidente e muito menos dos seus seguidores, chamando de imbecil. Eu falei que, muitas vezes, um político é imbecil, acaba entrando nessa onda da vaidade e esquece dos problemas do país”, pontuou.

Assista.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum