Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de março de 2019, 10h04

Fernando Brito: Pedido para anular condenação de Lula tem base, mas perseguição pode impedir aceite

MPF e Sérgio Moro ligaram denúncia contra o ex-presidente a suposto esquema eleitoral em prol do PT, o que levaria o caso para a Justiça Eleitoral, conforme entendimento do STF

Lula (Arquivo)

Texto de Fernando Brito, no blog Tijolaço nesta terça-feira, aponta a procedência do pedido feito pela defesa de Lula para que o STJ (Superior Tribunal de Justiça) anule o processo que resultou na condenação e prisão do ex-presidente, a partir da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de que os casos relacionados a Caixa 2 devem ser julgados pela Justiça Eleitoral.

O maior impasse para o sucesso do recursos, segundo Brito, está nas diferentes réguas que vêm sendo utilizadas pelo Poder Judiciário no Brasil. Por exemplo: Michel Temer pode ser solto por decisão monocrática de desembargador; Lula, não.

Ainda sobre o recurso, o texto lembra que a própria Lava Jato, por meio do Ministério Público Federal, e a sentença de condenação em primeira instância do então juiz Sérgio Moro reiteram, na narrativa escolhida, que a reforma de um apartamento que Lula nunca ocupou seria parte de suposta conta de propina em favor do PT e se suas atividades eleitorais – logo, Caixa 2.

“A origem eleitoral do suposto crime é repetida várias vezes, não só no pedido da acusação, mas na própria sentença de Sérgio Moro”, pontua Brito.

O que reduz a chance do sucesso do pleito… é ter partido de Lula.

Leia o texto na íntegra no blog Tijolaço.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum