Fórumcast, o podcast da Fórum
10 de dezembro de 2018, 10h31

Flávio Bolsonaro pode enfrentar Conselho de Ética do Senado ao assumir o cargo

Renan Calheiros (MDB) já articula com seus pares um roteiro para mandar o filho do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para o Conselho.

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Sem apresentar explicações sobre as movimentações suspeitas de R$ 1,2 milhão feitas pelo PM que o assessorou na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) pode chegar ao Senado, em fevereiro, e ir direto para o Conselho de Ética da casa. As informações são da coluna de Andreza Mattais, na edição desta segunda-feira (10) do jornal O Estado de S.Paulo.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Flávio tem participado das articulações em torno da definição do novo presidente do Congresso e se posicionou contra o nome de Renan Calheiros (MDB-AL). No entanto, com o caso, Renan já articula com seus pares um roteiro para mandar o filho do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para o Conselho. Como ele era deputado estadual pode ser alvo de julgamento no Conselho de Ética.

Leia também: Vivendo da política, Bolsonaro e filhos acumulam R$ 6,1 milhões em patrimônio declarado

Relatório do Coaf revelado pelo Estado mostrou movimentação atípica na conta de Fabrício Queiroz, quando ele era motorista de Flávio Bolsonaro na Assembleia do Rio, e um repasse de R$ 24 mil para a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum