Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
23 de julho de 2019, 11h36

FMI corta projeção para a economia brasileira e, em déjà-vu da era FHC, ganha destaque na Globo

Os recados dados pelo FMI e reproduzidos na reportagem da Rede Globo dizem que a piora é resultado do 'considerável enfraquecimento' da 'confiança', conforme seguem 'as incertezas sobre a aprovação da reforma da Previdência e outras reformas estruturais'

Página principal da Globo.com (Reprodução)

O Fundo Monetário Internacional (FMI), ao que parece, vai voltar a dar as cartas na política econômica brasileira. Em um déjà-vu da era FHC, o grupo Globo estampou nesta terça-feira (23) na página principal do seu site – globo.com – a manchete dizendo que o “FMI corta a menos da metade a previsão de alta do PIB brasileiro”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Na reportagem do Portal G1, a análise do relatório “World Economic Outlook” diz que o Fundo passou a estimar uma expansão de 0,8% para o Produto Interno Bruto (PIB) do país este ano, frente à expectativa de crescimento de 2,1% projetada em abril.

Os recados dados pelo FMI e reproduzidos na reportagem da Rede Globo dizem que a piora é resultado do ‘considerável enfraquecimento’ da ‘confiança’, conforme seguem ‘as incertezas sobre a aprovação da reforma da Previdência e outras reformas estruturais’.

A cartilha segue o mesmo modelo neoliberal imposto ao governo FHC e atualmente à Argentina, com a privatização de grande parte do setor público e a concentração do poder econômico nas mãos do sistema financeiro.

No país vizinho, sob o comando de Maurício Macri, o FMI já voltou a dar as cartas na economia, com empréstimo de mais de 50 bilhões de dólares, e na disputa eleitoral, fazendo terrorismo sobre os candidatos da oposição, especialmente à chapa progressista de Alberto Fernández e Cristina Fernández de Kirchner, contrários à política de ajuste ordenada pelo fundo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum