Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de julho de 2019, 12h40

Glenn acusa Moro de terrorismo por portaria 666, que prevê deportação sumária

"Hoje Sergio Moro decidiu publicar aleatoriamente uma lei sobre como os estrangeiros podem ser sumariamente deportados ou expulsos do Brasil 'que tenha praticado ato contrário aos princípios e objetivos dispostos na Constituição Federal'. Isso é terrorismo", denunciou Glenn

Glenn Greenwald (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

O jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept Brasil, usou o Twitter para condenar a portaria nº 666, publicada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, que prevê a deportação sumária de “pessoa perigosa”. Segundo o jornalista, a atitude é terrorista.

“Hoje Sergio Moro decidiu publicar aleatoriamente uma lei sobre como os estrangeiros podem ser sumariamente deportados ou expulsos do Brasil ‘que tenha praticado ato contrário aos princípios e objetivos dispostos na Constituição Federal’. Isso é terrorismo”, denunciou.

O advogado Wadih Damous, ex-presidente da OAB, condenou a medida. “Essa portaria de Moro, para ser entendida tem de ser relacionada com a operação de ontem envolvendo os ‘hackers’. Ela não é impessoal. Ao contrário: o alvo é Glenn Greenwald. Além de ser inconstitucional, pois não assegura o amplo direito de defesa ao acusado”, destacou.

O número da portaria (666) também ganhou destaque nas redes. “Portaria 666? Esse roteirista tá de brincadeira, né?”, ironizou o jurista Marcelo Semer, ex-presidente da Associação Juízes para a Democracia.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum