Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
14 de outubro de 2018, 12h55

Haddad acena para FHC: “Se depender de mim, essa porta vai ser aberta em nome da democracia”

"Independentemente de o PSDB ser oposição ou situação no próximo governo, se eu for eleito, o mais importante hoje é garantir as liberdades democráticas", disse o petista.

Foto: Ricardo Stuckert

Em entrevista coletiva neste domingo (14), o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, fez um aceno ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) que, em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, abriu a possibilidade de apoio ao petista dizendo que “há uma porta entre os dois”.

“O que FHC disse é que existe um muro que separa ele do Bolsonaro e que no meu caso existe uma porta. Se depender de mim, essa porta vai ser aberta em nome da democracia”, disse Haddad. Na entrevista, FHC disse que não há menor possibilidade de ele vir a apoiar o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que “representa tudo que não gosto”, afirmou o tucano.

Segundo o petista, a questão vai além das disputas partidárias com o PSDB, o principal adversário político de seu partido. “Independentemente de o PSDB ser oposição ou situação no próximo governo, se eu for eleito, o mais importante hoje é garantir as liberdades democráticas”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum