Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de junho de 2019, 14h02

Haddad pede para que não se caia em intrigas e defende ‘Lula Livre’ em atos pela educação

Ao comentar sobre matéria da Folha que dizia que não daria aval para 'Lula Livre' em atos da educação, Fernando Haddad disse que não há contradição entre as pautas

(Foto: Roberto Parizotti/CUT)

O ex-ministro da Educação, Fernando Haddad, usou o Twitter na manhã desta segunda-feira (3) para rebater uma matéria publicada pelo jornal Folha de São Paulo que dizia que ele “não dava aval” para “Lula Livre” em atos relacionados à educação. Na mensagem, o candidato petista nas eleições de 2018 afirmou que não há contradição entre as pautas.

Sobre o Festival Lula Livre, que aconteceu neste domingo (2) em São Paulo, a Folha destaca uma discordância de Fernando Haddad com outras lideranças do PT, como Gleisi Hoffman: “Sem aval de Haddad, petistas defendem que atos por educação preguem ‘Lula livre'”. A afirmação de Haddad usada pelo veículo foi a de que “o PT não pode ter a pretensão de tutelar o movimento social. O movimento da educação é um movimento da sociedade, independentemente da posição que a pessoa tenha em relação ao PT e ao Lula”.

Pelas redes sociais, Haddas rebateu: “Ontem fui perguntado sobre se havia contradição entre os movimentos LulaLivre e educação. Disse o óbvio: que toda a centro-esquerda defendia as bandeiras Lula livre e educação, mas que o movimento educacional tinha dinâmica própria e autonomia. Não nos percamos em intrigas!”.

Estado de São Paulo, por outro lado, destacou que “outras pautas de esquerda”, como a da educação, não estavam presentes no Festival, demonstrando uma “divisão da esquerda”. Segundo a Folha, “os artistas [que se apresentaram] defenderam minorias, investigação sobre os mandantes do assassinato da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL) e também reclamaram dos bloqueios na educação”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum