Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de janeiro de 2020, 14h00

Heleno diz que Moro “tem na cabeça” vaga no STF, mas isso vai depender da “devoção” do ex-juiz

"[Moro] tem na cabeça o preenchimento dessa vaga no Supremo Tribunal Federal. Mas, agora ainda é cedo para transformar isso num cavalo de batalha. Acho que isso pode ser adiado, ser conversado", disse Heleno

Augusto Heleno, Sergio Moro e Jair Bolsonaro (Reprodução)

Em entrevista ao jornal da CBN, na rádio da Rede Globo, nesta quarta-feira (29) o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, minimizou o conflito entre Jair Bolsonaro e Sergio Moro, dizendo que o ministro “tem na cabeça o preenchimento da vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) e que a indicação – ou não – do ex-juiz vai depender da “devoção ao seu trabalho”.

“Ele mesmo [Moro] tem na cabeça o preenchimento dessa vaga no Supremo Tribunal Federal. Mas, agora ainda é cedo para transformar isso num cavalo de batalha. Acho que isso pode ser adiado, ser conversado. Ver onde é a melhor situação para usarmos toda a experiência e devoção do ministro Moro ao seu trabalho”, disse Heleno, negando atrito com Bolsonaro.

Nesta quarta, Bolsonaro compartilhou em suas redes sociais um texto em que Augusto Heleno faz diversos elogios a ele. De acordo com o general, Bolsonaro é o maior símbolo de combate à corrupção da história brasileira.

“Quem implementou o maior plano de combate à corrupção da História do Brasil? E, dessa forma, também ajudou a diminuir a violência? E aí, pensou em um nome? É fácil concluir”, iniciou o ministro.

Ele cita como feito do presidente o fim da corrupção nas estatais do país através de nomeações por “critérios técnicos”. Ao contrário do que defende Heleno, o governo do ex-capitão é conhecido por privilegiar militares e religiosos nas nomeações a cargos públicos.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum