Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de junho de 2019, 11h36

Ignorante confesso em Economia, Bolsonaro diz confiar no “feeling e patriotismo de Paulo Guedes”

Antes de deixar Buenos Aires, Bolsonaro comentou a possibilidade de criação de moeda única entre Brasil e Argentina, que se chamaria peso real

Jair Bolsonaro, Ernesto Araújo e Paulo Guedes em encontro com Empresários em hotel de Buenos Aires (Marcos Corrêa/PR)

Jair Bolsonaro disse, ao deixar Buenos Aires na madrugada desta sexta-feira (7), que acredita no feeling do ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir uma moeda única entre Brasil e Argentina, que se chamaria peso real. “Já falei para vocês que a economia não é meu forte, mas nós acreditamos no feeling, na bagagem, no conhecimento e no patriotismo do Paulo Guedes”, afirmou a jornalistas.

Segundo reportagem de Sylvia Colombo, na a Folha de S.Paulo, quando questionado se, com a moeda única, a Argentina se beneficiaria e o Brasil pagaria um preço, o presidente disse: “Não há dúvida de que em todo casamento alguém perde alguma coisa e ganha outras. Eu sou pelo casamento. Eu sou pela família tradicional”.

O presidente disse ainda que seria um sonho equivalente ao euro. “Houve um primeiro passo para o sonho de uma moeda única. Como aconteceu com o euro lá atrás, pode acontecer o peso real aqui”.

A Argentina atualmente atravessa uma crise econômica pior que a brasileira, com o índice de inflação oficial em quase 56% ao ano, e vendo sua moeda, o peso, ser a que mais se desvalorizou em relação ao dólar no ano passado. Em 2018, o peso perdeu metade do seu valor perante a moeda americana.

Diante deste cenário, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, criticou a ideia: “Será? Vai desvalorizar o real? O dólar valendo R$ 6,00? Inflação voltando? Espero que não”, disse em suas redes sociais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum