quinta-feira, 24 set 2020
Publicidade

Inadimplência alcança 63,6 milhões de brasileiros no primeiro semestre

Depois do golpe de 2016, os problemas econômicos do país só aumentam. A inadimplência alcançou 63,6 milhões de consumidores, o que equivale a 42% da população adulta brasileira-, ao final do primeiro semestre deste ano. As informações são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), de acordo com reportagem de Fernanda Cruz, da Agência Brasil. O dado leva em conta brasileiros com o CPF restrito pelo atraso no pagamento de contas.

Em junho, houve crescimento de 4,07% na comparação com o mesmo período do ano passado. Na comparação entre maio e junho, foi registrada alta de 0,61%, a maior variação positiva desde março deste ano.

Por região, a Sudeste teve crescimento de 9,88% em junho em relação ao mesmo período do ano passado. O Nordeste apresentou alta de 4,81% na quantidade de devedores. As variações também foram positivas no Centro-Oeste (2,82%), Sul (2,13%) e Norte (2,02%).

Os estados do Norte concentram, de forma proporcional, o maior número de brasileiros inadimplentes no país: 5,79 milhões de consumidores, que, juntos, somam 48% da população adulta residente. A segunda região com maior número relativo de devedores é o Nordeste, que conta com 17,61 milhões de negativados, ou 44% da população.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.