quarta-feira, 23 set 2020
Publicidade

Indicado por Olavo de Carvalho, historiador bolsonarista é cotado para a presidência da Funarte

Segundo a coluna de Mônica Bergamo, publicada na Folha de S.Paulo nesta terça-feira (12), o professor da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Ricardo da Costa, é um dos nomes cotados a assumir a presidência da Funarte (Fundação Nacional das Artes). No ano passado, o astrólogo Olavo de Carvalho, guru do bolsonarismo, chegou a sugerir o historiador para o Ministério da Educação (MEC), em uma publicação no Facebook.

Ricardo da Costa atuou no MEC este ano, como assessor especial do ex-ministro Vélez Rodríguez. Ainda, há uma semana, em seu canal no YouTube, Ricardo publicou um vídeo declarando “irrestrito apoio” ao dramaturgo Roberto Alvim, recém-nomeado secretário da Cultura de Bolsonaro e a quem Costa se refere como “homem da Alta Cultura”.

No vídeo, o historiador também diz que Alvim vem sofrendo ataques da comunidade artística por ter se convertido ao catolicismo. No entanto, o novo secretário ficou amplamente conhecido após atacar a atriz Fernanda Montenegro, chamando-a de “sórdida” em suas redes sociais.

Ricardo da Costa é abertamente apoiador de Jair Bolsonaro e já deu entrevista ao canal Terça Livre, comandado por Allan dos Santos, um dos principais nomes da milícia virtual bolsonarista.

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.