Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de setembro de 2018, 12h57

JN: João Whitaker desmente Bonner sobre entregas de casas na gestão Haddad em SP

O apresentador do Jornal Nacional, William Bonner, fez uma pergunta afirmando que de 55 mil moradias prometidas, Haddad havia entregue 15 mil. O professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e ex-secretário de Habitação explica por que Bonner errou e foi desonesto

Por João Whitaker

Depois da vergonhosa prestação de Bonner e Renata Vasconcellos na entrevista com Haddad, cheia de insinuações e mentiras disfarçadas de perguntas, vamos a um pequeno comentário que, de certa forma, me diz respeito.

Bonner disse a Haddad: “O Sr. prometeu construir 55 mil casas e o Sr. entregou 15.000”.

Vamos aos fatos reais (que o bom jornalismo deveria usar, em vez de manipular informações): a meta 35 do Plano de Metas da gestão de Fernando Haddad diz: “obter terrenos, projetar, licitar, licenciar, garantir fonte de financiamento e produzir 55 mil unidades habitacionais”.

Por que essa meta tão detalhada? Porque o processo de construção de casas é tão complexo que é quase impossível realizá-lo por completo em 4 anos de uma gestão. Precisa-se achar terrenos, desapropriar, fazer projetos, licenciá-los ambientalmente e na própria Prefeitura, licitar as obras e, é claro, conseguir dinheiro para fazer tudo isso. Muitas vezes uma gestão consegue desapropriar um terreno, obtém dinheiro (do MCMC por exemplo), faz o projeto, licita e inicia as obras, mas dificilmente conseguirá construir e entregar antes de 4 anos. Muitas vezes, uma gestão termina o que a anterior conseguiu viabilizar, e deixa coisas para a seguinte concluir. Isso é normal, é assim que funciona a gestão pública da produção habitacional.

Pois bem, a gestão de Fernando Haddad conseguiu viabilizar, em uma ou mais etapas da construção, dentre todas as acima descritas, 54.563 unidades, muito mais do que qualquer gestão anterior) das quais: 12.585 foram entregues (até nisso o Bonner errou), 23.624 foram deixadas em obra (em processo iniciado de construção), e 18.354 com terreno obtido, e obra com início próximo. E, nada mais nada menos de que outras 85.755 em processo de aprovação, mas que nem foram computadas à meta, por considerarmos essa etapa muito pouco para tal. E vale mencionar os R$ 617 milhões gastos em desapropriações de terras para produção de habitação social, e os R$ 58,4 milhões de recursos aportados como ajuda do município ao programa Minha Casa Minha Vida, para viabilizar mais unidades na cidade.

Acho que fica clara a desonestidade do “jornalista” William Bonner. Quantos mais dados será que ele manipulou?


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum