Fórum Educação
16 de junho de 2019, 08h53

Joaquim Levy pede demissão do BNDES e abre nova crise no governo Bolsonaro

Ao renunciar, Levy se antecipa a um processo de fritura que começou neste sábado (15), quando Bolsonaro disse que estava "por aqui", colocando "a cabeça" do economista a prêmio

Paulo Guedes empossa o presidente do BNDES, Joaquim Levy, observado por Bolsonaro (Reprodução)

O economista Joaquim Levy renunciou à presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) neste domingo (16), abrindo nova frente de crise no governo Jair Bolsonaro. As informações são da Folha de S.Paulo.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Solicitei ao ministro da Economia, Paulo Guedes, meu desligamento do BNDES. Minha expectativa é que ele aceda. Agradeço ao ministro o convite para servir ao País e desejo sucesso nas reformas”, disse Levy.

Ao renunciar, Levy se antecipa a um processo de fritura que começou neste sábado (15), quando Bolsonaro disse que estava “por aqui”, colocando “a cabeça” do economista a prêmio.

O estopim, segundo Bolsonaro, foi a indicação de Marcos Barbosa Pinto – que atuou no governo Dilma Rousseff (PT) – para a diretoria de Mercado de Capitais do banco.

Leia  a íntegra da mensagem

Solicitei ao ministro da Economia Paulo Guedes meu desligamento do BNDES. Minha expectativa é que ele aceda.

Agradeço ao ministro o convite para servir ao País e desejo sucesso nas reformas.

Agradeço também, por oportuno, a lealdade, dedicação e determinação da minha diretoria. E, especialmente, agradeço aos inúmeros funcionários do BNDES, que têm colaborado com energia e seriedade para transformar o banco, possibilitando que ele responda plenamente aos novos desafios do financiamento do desenvolvimento, atendendo às muitas necessidades da nossa população e confirmando sua vocação e longa tradição de excelência e responsabilidade.

Joaquim Levy


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum