Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de outubro de 2019, 18h12

Kátia Abreu pede ao Conselho do MP a retirada de Dallagnol do comando da Lava Jato

“A remoção a bem do interesse público visa essencialmente resguardar as condições de atuação minimamente isentas do Ministério Público enquanto instituição”, diz a representação da senadora

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) ingressou com um pedido no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Ela defende a retirada de Deltan Dallagnol da coordenação da força-tarefa da Lava Jato de Curitiba. As informações são de Daniela Lima, da coluna Painel, na Folha de S.Paulo.

Kátia, que justificou seu pedido dizendo que quer proteger a Lava Jato, menciona a derrota imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF) ao procurador, em relação à proibição de um fundo da Lava Jato com dinheiro recuperado da Petrobras. Além disso, questiona a remuneração obtida por Dallagnol com a realização de palestras, quando já estava à frente da operação.

“Cumpre desde logo esclarecer que o presente pedido de remoção por interesse público não representa um ato de hostilidade à Operação Lava Jato, mas sim uma medida que busca atender ao interesse público e conferir credibilidade à persecução penal conduzida pela força-tarefa”, destaca a representação.

“A remoção a bem do interesse público visa essencialmente resguardar as condições de atuação minimamente isentas do Ministério Público enquanto instituição. Se, por qualquer motivo, um de seus membros vier a perder tais condições, a remoção é uma das medidas jurídicas possíveis para restauração da credibilidade institucional”, ressalta a senadora.

The Intercept

A peça, protocolada no CNMP por Kátia, não cita o material divulgado pelo The Intercept Brasil, mas menciona as mais de 15 representações das quais Dallagnol é alvo no conselho, para apontar que existem dúvidas sobre sua atuação.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum