Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
29 de outubro de 2019, 10h11

Lava Jato cumpre mandados de busca em casas de parentes de Paulo Preto

Ex-diretor da Dersa nos governos de Geraldo Alckmin e José Serra em São Paulo, Paulo Vieira de Sousa está preso, condenado a mais de 170 anos de prisão em dois processos

Paulo Preto (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) cumprem nesta terça-feira (29) 11 mandados de busca em investigação da Lava Jato contra Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-diretor da da empresa estatal paulista Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) e operador financeiro ligado ao PSDB.

Familiares e pessoas ligadas ao tucano são alvos da ação que acontece na capital paulista e nas cidades de Taubaté, Ubatuba, Taboão da Serra e Itapetininga, no interior do Estado.

As investigações apontam “possível participação na gestão de pessoas jurídicas usadas para a prática de atos de lavagem, bem como em ocultação de documentos”.

Paulo Preto foi diretor da Dersa, empresa estatal paulista de construção e manutenção de rodovias, de 2005 a 2010, durante os governos de Geraldo Alckmin e José Serra, do PSDB.

O ex-diretor da Dersa foi condenado a 27 anos de prisão pelos crimes de cartel e fraude à licitação envolvendo obras da Dersa no Rodoanel Sul e no Sistema Viário.

Um mês depois, o engenheiro recebeu a pena mais alta da Lava Jato, de mais de 145 anos, por peculato, inserção de dados falsos e associação criminosa em ação sobre supostos desvios de R$ 7,7 milhões que deveriam ser aplicados na indenização de moradores impactados pelas obras do Rodoanel Sul e da ampliação da avenida Jacu Pêssego.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum