O que o brasileiro pensa?
15 de julho de 2020, 15h09

Lava Jato teme que Moro seja alvo de busca e apreensão “desmoralizante” após delação de Tacla Duran

Para procuradores, investigação poderia prejudicar o ex-ministro nas eleições de 2022

Foto: Reprodução/TV Cultura

A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba está preocupada com um possível mandado de busca e apreensão contra o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, caso a Procuradoria-Geral da República (PGR) retome os acordos de delação premiada do advogado Rodrigo Tacla Duran.

Para procuradores, uma eventual investigação contra o ex-ministro poderia prejudicar sua imagem de símbolo de combate à corrupção e enfraquecê-lo nas disputas eleitorais de 2022, dando margem a uma reeleição de Jair Bolsonaro. A informação é do jornal Valor Econômico.

As tratativas entre a PGR e Tacla Duran para um acordo de delação premiada foram retomadas em junho. Tacla acusa o advogado Carlos Zucolotto Junior, amigo e padrinho de casamento de Moro, de cobrar propina para não ser preso pela Lava Jato em 2016.

Outro possível movimento que poderia prejudicar a imagem do ex-ministro, segundo procuradores, foi a visita que a subprocuradora Lindôra Araújo fez a Curitiba no fim de junho. A visita fez com que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, decidisse dar acesso à PGR aos dados de todas as investigações pela Lava Jato até então.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum