Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de março de 2018, 18h05

Lewandowski: “Incentivo o uso generoso do habeas corpus”; Corte deve aprovar admissibilidade

Ministros votam, neste momento, uma questão preliminar aberta pelo relator Fachin sobre se o STF deve ou não julgar o habeas corpus de Lula, ou seja, sua admissibilidade. "Habeas corpus é um remédio constitucional", diz Lewandowski

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não votam, ainda, se concedem ou não o habeas corpus solicitado pela defesa do ex-presidente Lula para evitar sua prisão antes do término do trânsito em julgado. Ao abrir a votação na tarde desta quinta-feira (22), o relator, ministro Edson Fachin, abriu uma questão preliminar defendendo que a Corte não deve admitir o julgamento do habeas corpus. O que os ministros votam neste momento, portanto, é a admissibilidade desse recurso.

O placar está 6 X 3 pela admissibilidade.

Um dos votos a favor do julgamento do habeas corpus foi do ministro Ricardo Lewandowski. “Ouso divergir do meu colega Luiz Fux. Longe de combater o uso promíscuo do HC, incentivo o uso generoso do habeas corpus”, disse o ministro. Que ainda pontuou que o habeas corpus é um remédio constitucional “nobilíssimo”, que visa proteger a liberdade, portanto é necessária generosidade na concessão desse remédio dito “heroico”.

Acompanhe o julgamento ao vivo.

 

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum