Fórumcast, o podcast da Fórum
22 de maio de 2019, 17h45

Presidentes da UNE e da Ubes são agredidos e impedidos de falar em audiência na Câmara

Marianna Dias, presidenta da União Nacional dos Estudantes, teve sua blusa rasgada durante a retirada do local

Foto: Reprodução

Em atitude arbitrária, lideranças da União Nacional dos Estudantes (UNE), alunos universitários e professores que participavam de audiência pública na Câmara dos Deputados, em Brasília, nesta quarta-feira (22), foram impedidos de se manifestar, agredidos por deputados bolsonaristas e retirados do local com violência.

A audiência debatia o corte de recursos da Educação e tinha a presença do ministro Abraham Weintraub.

A presidenta da UNE, Marianna Dias, e o presidente da Ubes, Pedro Gorki, foram agredidos. Marianna teve sua blusa rasgada durante a retirada do local.

“Casa do povo”

“Absurdo, foi combinado que nós falaríamos no final, nós reivindicamos nosso direito. Os estudantes têm representação e aqui é a casa do povo”, declarou Marianna.

O Twitter oficial da UNE postou um vídeo com declaração da presidenta da entidade, em repúdio contra a ação truculenta na Câmara: “Fomos agredidos hoje na Câmara dos Deputados. O Ministro da Educação não quis ouvir os estudantes. Não quis ouvir o que o povo brasileiro falou nas ruas no último dia 15 de maio”.

Um dos mais descontrolados era o deputado Delegado Waldir (PSL-GO), líder do partido na Câmara. Aos gritos, ele chamava os estudantes presentes de “maconheiros”.

Assista ao vídeo da confusão:

Veja a declaração de Marianna Dias, presidenta da UNE:


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum