Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de fevereiro de 2019, 14h08

Luiz Fux, do STF, será relator da ação do ministro do Turismo para paralisar investigação sobre laranjal do PSL

Alvo direto de investigação sobre o uso de mulheres em candidaturas laranjas do PSL em Minas Gerais, Marcelo Álvaro Antônio recorreu ao foro especial e quer que inestigação vá para o STF

Bolsonaro dá posse a Marcelo Alvaro no Ministério do Turismo (Foto: Carolina Antunes/PR)

Alvo direto de investigação sobre o uso de mulheres em candidaturas laranjas do PSL em Minas Gerais, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, recorreu ao foro especial e pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a apuração feita pelo Ministério Público Estadual seja suspensa até a decisão da corte.

O pedido foi sorteado para o ministro Luiz Fux, que cuidará da relatoria.

A reclamação do ministro foi apresentada ao Supremo na última quinta (14), quando foi divulgada a informação de que o Ministério Público em Minas abriu investigação sobre o esquema de candidatas-laranjas ligado a Álvaro Antônio.

Álvaro Antônio era presidente do PSL em Minas e tinha o poder de decidir quais candidaturas seriam lançadas. Quatro candidatas receberam R$ 279 mil da verba pública de campanha da legenda, ficando entre as 20 candidatas que mais receberam dinheiro do partido no país inteiro.

Desse montante, pelo menos R$ 85 mil foram destinados a quatro empresas que são de assessores, parentes ou sócios de assessores do hoje ministro de Bolsonaro. Não há sinais de que essas candidatas tenham feito campanha efetiva durante a eleição. Ao final, juntas, somaram apenas cerca de 2.000 votos, apesar do montante recebido para a campanha.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum