Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de Maio de 2018, 19h00

Lula convoca grupo para discutir habitação em seu plano de governo

Gleisi Hoffmann e Jaques Wagner, que conseguiram visitar o ex-presidente nesta quinta-feira (3), repassaram a mensagem do petista, que disse estar "muito preocupado" com a situação econômica do país

Foto: Ricardo Stuckert

Em coletiva concedida no final da tarde desta quinta-feira (3) em frente a sede da Polícia Federal em Curitiba (PR), a presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, e o ex-governador Jaques Wagner, contaram como foi a visita que fizeram pouco antes ao ex-presidente Lula. Os petistas conseguiram negociar com a juíza Carolina Lebbos um horário, dividido com a família de Lula, para que pudessem visitá-lo às quintas-feiras.

De acordo com Gleisi, no encontro não foi discutido o processo contra o petista, mas sim os rumos do país. A senadora contou que Lula está “muito preocupado” com a situação econômica do Brasil e pediu para que ela e Jaques Wagner discutissem com a população e o partido todo o desmonte que o atual governo, após a retirada de Dilma Rousseff do poder, vem encampando na área econômica e social.

“Lula está preocupado com o Brasil, se disse desconjurado com a situação da economia brasileira, não pode acreditar que chegamos ao tal ponto”, declarou Gleisi, citando a estagnação do PIB, o desemprego e o corte “injustificável” do governo Temer no Bolsa Família.

Já pensando em seu plano de governo, inclusive, Lula pediu para que Gleisi e Wagner fizessem, junto ao partido, uma avaliação das políticas habitacionais de seu governo e analisassem ainda o que poderia ser feito diante da atual conjuntura. Ele teria solicitado, ainda, que se formasse um grupo de trabalho, incluindo nomes como o das urbanistas Raquel Rolnik e Ermínia Maricato para discutir a questão da habitação e formatar um projeto para seu programa de governo, que deverá ser apresentado nos próximos meses.

Na conversa com os petistas, Lula transmitiu ainda sua solidariedade às famílias que viviam na ocupação do prédio que desabou em São Paulo.

Confira, abaixo, a íntegra da entrevista.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum