Fórum Educação
24 de dezembro de 2019, 14h55

Manuela D’Ávila e Maria do Rosário lideram disputa em Porto Alegre

Ao comentar a pesquisa, Rosário pregou a unidade das forças progressistas: "É hora de harmonizar nosso potencial para produzir uma alternativa que transforme a esperança em realidade"

Foto: Reprodução/Facebook Manuela D'Ávila

Levantamento realizado Instituto Methodus para o jornal Correio do Povo mostra que a ex-deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) segue liderando com folga nas intenções de voto para as eleições de 2020 na Prefeitura de Porto Alegre (RS). Em três cenários, a ex-parlamentar leva a melhor sobre seus adversários, principalmente nos que não conta com a presença da deputada federal e ex-ministra Maria do Rosário (PT-RS).

Em um cenário estimulado com 11 postulantes, D’Ávila se impõe com 16,5% dos votos, seguida de Rosário, com 10,2%. Em terceiro aparece o deputado estadual Sebastião Melo (MDB) com 10%. O atual prefeito, Nelson Marchezan (PSDB), possui apenas 7,4% das intenções de voto. Em seguida aparecem ainda as deputadas estaduais Juliana Brizola (PDT), com 5,6%, e Any Ortiz (Cidadania), com 4,6%, e a deputada federal Fernanda Melchiona (PSOL), com 3,5%.

Instituto Methodus/Correio do Povo

Sem Maria do Rosário

A ex-ministra comentou o levantamento e agradeceu a confiança de quem declarou que votaria nela, mas pregou a unidade do campo progressista na capital gaúcha, reforçando a possível unidade no entorno de D’Ávila. “O PT, assim como eu, participa deste processo com espírito colaborativo, buscando unir a cidade e quem carrega a mudança”, disse.

“Os partidos do campo democrático e popular em Porto Alegre, juntos, são uma poderosa força política capaz de construir mudanças na vida da cidade e livrar o Brasil do ódio. É hora de harmonizar nosso potencial para produzir uma alternativa que transforme a esperança em realidade”, completou Rosário. Nas duas consultas que não incluem o nome da ex-ministra nem da candidata do PSOL, a representante do PCdoB ultrapassa os 28%.

Sem a presença de Sebastião Melo, a candidata à vice-presidência em 2018 chega a abrir 20 pontos percentuais para a segunda colocada, Juliana Brizola. D’Ávila aparece com 28,7% enquanto a pedetista tem 8,5%. Marchezan aparece logo atrás com 8,2%. Quando o confronto é contra o emidebista, a diferença fica em 14,1 pp. A candidata do PCdoB chega a 28,5% enquanto Melo se apresenta com 14,4%. Em terceiro aparece Juliana Brizola, com 11,7%, seguida do atual prefeito, com 8,9%.

Instituto Methodus/Correio do Povo

Rejeição

Marchezan é quem apresenta maior rejeição, com 42,9%, seguido de Maria do Rosário, com 30,1%. D’Ávila aparece logo atrás, com 20,8%. O deputado estadual Coronel Zucco, que não apresentou grandes intenções de voto, é o quarto mais rejeitado com 12,8%.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum