sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

Marun declara voto em Bolsonaro por afinidade com governo Temer

Um dos maiores defensores do governo Temer, o ministro da Secretaria de Governo, responsável pela articulação política, Carlos Marun (MDB), declarou nesta segunda-feira (15) que votará no presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno porque vê semelhanças entre as propostas de Bolsonaro e medidas do governo atual.

“Nesse momento, repito, vejo mais afinidade dos meus pensamentos em relação à pauta do Bolsonaro do que à pauta do Haddad. […] É uma agenda mais liberalista, uma agenda que defende privatizações, é a verdade. Essa é a verdade. É uma agenda que defende a reforma trabalhista. Tem vários aspectos de sinergia conosco, com relação ao que é pleiteado pelo governo [Temer]”, declarou.

Questionado se a declaração dele poderia prejudicar Bolsonaro por causa da impopularidade de Michel Temer, Marun disse que está recomendando o voto no pesselista aos amigos e, neste círculo, não há problemas em se posicionar. Oficialmente, o MDB declarou neutralidade no segundo turno da corrida presidencial.

Deputado federal licenciado para comandar a Secretaria de Governo, o mandato de Marun termina em janeiro de 2019. Ele disse não pleitear nenhum cargo em um eventual governo Bolsonaro e disse que não foi convidado para tanto. Se fosse, falou, não aceitaria, pois precisa “refletir e descansar”.

Com informações do UOL

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.