#Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de outubro de 2018, 11h44

Material de propaganda irregular apreendido pela PF pode ampliar suspeita sobre Doria

Busca e apreensão em comitê do tucano encontrou adesivos sem o CNPJ da gráfica responsável pela impressão e nem a identificação do autor da encomenda, o que é proibido

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O grande volume de material de propaganda irregular que foi apreendido pela Polícia Federal (PF) no comitê de João Doria (PSDB), na Bela Vista, em São Paulo, pode trazer muitos problemas para o tucano. Uma busca e apreensão, atendendo denúncia da coligação de Márcio França (PSB), encontrou adesivos, que deveriam ser usados neste fim de semana. No entanto, o material não continha o CNPJ da gráfica responsável pela impressão e nem a identificação do autor da encomenda. O material foi apreendido.

De acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S.Paulo, as formalidades descumpridas pela campanha de Doria podem trazer consequências sérias. Toda publicidade tem que ter CNPJ, nome da gráfica e a quantidade de material rodado para dificultar a compra com caixa dois.

Aliados do tucano afirmaram, inicialmente, que 1.000 adesivos teriam sido, por acidente, impressos de maneira incorreta.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum