Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de abril de 2019, 11h55

Mesmo após pito do pai, Carlos Bolsonaro volta a atacar Mourão nas redes sociais

Em português sofrível, filho de Bolsonaro comenta convite de palestra que classifica Mourão como "voz de razão e moderação" em meio à "paralisia política, em grande parte devido às crises sucessivas geradas pelo próprio círculo interno do presidente"

Carlos e o pai, Jair Bolsonaro (Reprodução)

Mesmo após a publicação – e exclusão – de um vídeo com ofensas e do pito de Jair Bolsonaro (PSL), que em nota, repreendeu as declarações de Olavo de Carvalho sobre membros do governo, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC/RJ) voltou a atacar nas redes sociais o vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), levantando mais uma vez a tese de que o general conspira para a queda do capitão.

Leia também: Olavo de Carvalho usa publicação de filhos de Bolsonaro para rebater alcunha de “inimigo do governo”

Nesta terça-feira, o “02” publicou a tradução de parte do convite que Mourão recebeu para palestrar no Wilson Center, nos Estados Unidos, que classifica o general como “uma voz de razão e moderação, capaz de orientar tanto em assuntos internos quanto externos” em meio à “paralisia política, em grande parte devido às crises sucessivas geradas pelo próprio círculo interno do presidente”.

“Tradução “so que parece ser” convite ao vice presidente para palestra nos EUA e convidados-se não visse não acreditaria que aceitou com tais termos (que pode ser conferido no próprio site da empresa) / já que desta vez não se trata de curtida vamos ver como alguns irão reclamar (SIC)”, tuitou Carlos, em português sofrível.

Na publicação, o filho de Bolsonaro diz “que desta vez não se trata de curtida” em alusão ao pedido de impeachment feito pelo deputado pastor Marco Feliciano (Podemos/SP) contra Mourão, que é baseado em uma “curtida” que o vice deu em uma publicação crítica a Bolsonaro.

Vídeo
Neste domingo (21), a publicação no Twitter de Jair Bolsonaro de um vídeo em que Olavo de Carvalho ataca Mourão voltou a gerar mal estar entre o presidente e o vice. Menos de 20 horas depois, o vídeo foi apagado das redes.

A publicação foi creditada, mais uma vez, ao filho 02 do capitão, Carlos Bolsonaro (PSC/RJ), que foi às redes sociais à noite para dizer que começa “uma nova fase” em sua vida e indaga: “Quem sou neste monte de gente estrelada”, em uma alfinetada aos militares do governo.

A nova polêmica em torno do vídeo elevou a tensão entre membros das Forças e olavetes e ampliou a pressão para limitar o acesso de Carlos às redes do pai.

A publicação do vídeo veio em meio ao vazamento de áudios do presidente em que ele estimula ataques a Mourão. Saiba mais aqui.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum