Fórumcast #20
27 de abril de 2018, 19h28

Moro aceita pedido de filho de Lula para não depor em processo sobre sítio

Fábio Luis Lula da Silva foi relacionado como testemunha do empresário Fernando Bittar, que aparece na escritura como o dono do sítio

Foto: Rovena Rosa/Fotos Públicas

O juiz Sergio Moro acatou solicitação de Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, no sentido de não prestar depoimento no caso do sitio de Atibaia (SP). Conhecido como Lulinha, Fábio prestaria depoimento no próximo dia 7, por intermédio videoconferência. No pedido, a defesa de Lulinha ressaltou a recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que retirou das mãos de Moro os trechos da delação da Odebrecht, alegando que ele não teria mais “competência para processar e julgar a presente ação”.

Lulinha foi relacionado como testemunha do empresário Fernando Bittar, que consta na escritura como o dono da propriedade de Atibaia. Sergio Moro também deu cinco dias para que Bittar se manifeste se a tomada de depoimento é realmente necessária para comprovar os fatos ou circunstâncias em questão.

Veja também:  Blogueira que comemorou morte de neto de Lula pede dinheiro nas redes para se defender de processo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum