Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de novembro de 2019, 13h40

Moro mantém divulgação de campanha clandestina de apoio a pacote anticrime

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) indicou nas suas redes sociais que quem banca as propagandas de exaltação ao pacote anticrime feito pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, é a Secretaria de Comunicação do governo federal

Sergio Moro (Foto: Isaac Amorim/MJSP)

O ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, divulgou neste domingo (10) novo outdoor da campanha clandestina de apoio ao pacoto anticrime e aproveitou para voltar a pressionar o Congresso a aprovar a mudança na Constituição para permitir a prisão após condenação em segunda instância, que pode levar o ex-presidente Lula de volta à cadeia.

“A resposta aos avanços efêmeros de criminosos não pode ser a frustração, mas, sim, a reação, com a votação e aprovação no Congresso das PECs para permitir a execução em segunda instância e do pacote anticrime”, tuitou Moro, alfinetando a decisão que libertou Lula.

Na semana passada, o coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia entrou com ação judicial para apurar o financiamento de outdoors em defesa do chamado pacote anticrime, que já teve a divulgação de seus vídeos institucionais barrados pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

O anúncio foi feito após Moro divulgar em suas redes sociais imagens de dois outdoors atribuindo a uma das peças publicitárias “apoio popular”, enquanto na segunda cita “manifestação espontânea” pela aprovação do pacote anticrime.

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) indicou nas suas redes sociais que quem banca as propagandas de exaltação ao pacote anticrime feito pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, é a Secretaria de Comunicação do governo federal. No mesmo dia em que o parlamentar fez a acusação, Moro foi à internet agradecer mais um outdoor feito em sua homenagem.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum