Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
26 de junho de 2019, 22h11

Moro se manifesta no Twitter sobre prisão de militar com 39 kg de cocaína em avião da frota presidencial

Ministro da Justiça subestima o fato e fala em investigação de um preso internacional por narcotráfico

Sérgio Moro (Foto: Lula Marques)

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, que deveria ser o primeiro a se manifestar sobre o escândalo ligado ao narcotráfico internacional, com um militar brasileiro preso na Espanha com 39 quilos de cocaína, dentro de um avião da frota presidencial, resolveu minimizar o fato.

Depois de mais de 24 horas da prisão do segundo sargento da Aeronáutica, Manuel Silva Rodrigues, Moro resolveu ir ao Twitter para subestimar a gravidade do caso: “O militar preso com drogas em Sevilha é uma ínfima exceção em corporação (FAB) que prima pela honra. Os fatos serão devidamente apurados pelas autoridades espanholas e brasileiras. Como disse o PR Bolsonaro, não vamos medir esforços para investigar e punir o crime”.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A reação dos internautas não poderia ser outra. Moro foi duramente criticado nas redes:

O jornalista Fabio Pannunzio, da Band, criticou o comentário de Moro: “Militar preso com drogas chama-se TRAFICANTE. Qual é a dificuldade desse governo em dar a palavra certa ao caso? Esquisita essa semântica da dissimulação”.

“39 kg de cocaína, não é possível entrar com esse volume sozinho. 39 kg, valendo R$ 10 milhões na Europa O militar recebe salário bruto de R$ 7.298, segundo o Portal da Transparência. E o Ministro da Justiça passando pano pro Bolsonarcos!”

“Não precisamos nem dizer que vai ter conluio para que ele saia imune, não é mesmo? Vai ser investigado pelos próprios militares”.

“Nada. Nesse caso é com a justiça espanhola. Moro e Bozo não vão poder influenciar em nada. Daí o desespero”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum