Entrevista exclusiva com Lula
27 de novembro de 2019, 07h56

Moro sofre derrota no Congresso e debate sobre segunda instância fica para 2020

Projeto de Lei que tramita no Senado será engavetado e discussão fica centralizada em PEC da Câmara, que tem um processo de aprovação mais lento

Foto: Lula Marques

Nesta terça-feira (26), líderes do Congresso decidiram centralizar a discussão sobre prisão após condenação em segunda instância em uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que tramita na Câmara. Como o processo de aprovação da PEC é mais lento, definição sobre o assunto ficará apenas para 2020. Ainda, o Projeto de Lei (PL) que trata do mesmo tema no Senado será engavetado.

Decisão impõe derrota ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, que participou da reunião em Brasília. Enquanto ex-juiz da Lava Jato, Moro foi um dos responsáveis pela prisão do ex-presidente. No entanto, desde que Lula foi colocado liberdade, em 8 de novembro, parlamentares têm se movimentado para mudar as regras sobre prisão em segunda instância, em embate direto com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Além de Moro, participaram da reunião em Brasília os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e líderes partidários.

Conforme relatado por Erick Gimenes, do Brasil de Fato, o caminho da PEC é o mais árduo para se chegar a uma decisão, pois depende de aprovação de três quintos das duas Casas, em dois turnos. Já um PL é aprovado por maioria simples.

Decisão irritou os parlamentares “lavajatistas”. O autor do projeto engavetado no Senado, Lasier Martins (Podemos-RS), disse que, para ele, a PEC e o PL deveriam ir paralelamente aos plenários. “Líderes estão decidindo por minoria contra a ampla maioria das duas Casas e da população”, comentou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum