Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de outubro de 2018, 10h16

Mortes em confronto aumentam no Rio com a intervenção federal

De acordo com o pesquisador Pablo Nunes, do Observatório da Intervenção, “não houve, até o momento, nenhuma fala contundente do gabinete de intervenção, do interventor ou do secretário de Segurança frisando que esses números são inaceitáveis

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Durante a intervenção federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro, entre fevereiro e setembro, 1.024 suspeitos morreram em confronto com agentes das forças de segurança em território fluminense. Isto dá, em média, quatro homicídios decorrentes de intervenção por dia.

O ano de 2018 já supera, a um trimestre do fim do ano, o total de casos do gênero apurados em 2017, se for considerado também janeiro. Foram 1.181 mortes em confronto nos nove primeiros meses deste ano, contra 1.127 em todo o ano passado. A análise foi feita com base em estatísticas oficiais do Instituto de Segurança Pública (ISP), divulgadas nesta segunda-feira.

Divulgação

De acordo com o pesquisador Pablo Nunes, do Observatório da Intervenção, “não houve, até o momento, nenhuma fala contundente do gabinete de intervenção, do interventor ou do secretário de Segurança frisando que esses números são inaceitáveis. Há uma comemoração em relação à redução nos roubos de carga, por exemplo, que foram eleitos como grande modalidade de crime a ser combatida pela intervenção, mas nenhuma palavra forte a respeito da quantidade absurda de mortes, sobretudo as cometidas pelas polícias”, analisa.

Leia mais no Globo


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum