O que o brasileiro pensa?
20 de junho de 2020, 12h04

Mourão quer alguém com conhecimento em educação no MEC, mas não sabe se Bolsonaro quer o mesmo

Vice-presidente disse que escolha é difícil e exige conhecimentos combinados: "Não pode ser só gestor, não pode ser só educador"

Foto: Reprodução/ Twitter

O vice-presidente, general Hamilton Mourão, acredita que o próximo ministro da Educação deve ser alguém que entenda de gestão pública e sistema educacional, mas não sabe se Bolsonaro vai seguir esse caminho.

À revista Época, o general defendeu que o Ministério da Educação exige competência nas duas áreas, o que torna a escolha difícil. “Não pode ser só gestor, não pode ser só educador. Ele tem que alinhar as duas características”, disse.

Mourão afirmou que a escolha poderia ser dentro de figuras de extrema-direita, “mesmo que seja um olavista”. “Mas eu não sei se vai ser escolhido aí nesse grupo, nessa lógica. Acho que talvez o presidente parta para outra lógica”, completou.

Segundo o vice-presidente, a escolha é complicada porque o ministério envolve uma “quantidade significativa” de recursos, e os conhecimentos específicos são essenciais.

O ex-ministro, Abraham Weintraub, que é um seguidor fiel de Olavo de Carvalho, fugiu para os Estados Unidos apenas dois dias após pedir demissão, temendo ser preso, já que é alvo de um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum