O que o brasileiro pensa?
20 de janeiro de 2020, 22h28

No Roda Viva, Moro diz que não “manipulou nada” e que Gilmar Mendes deve assumir suas responsabilidades

Ministro da Justiça minimizou o episódio em que vazou o áudio de uma ligação entre Lula e Dilma Rousseff em 2016; ex-juiz ainda disse que a Vaza Jato é "um monte de bobajarada"

Sergio Moro (Reprodução)

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou em entrevista aos jornalistas do Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta segunda-feira (20), que não agiu de forma manipuladora quando, em março de 2016, vazou para a imprensa áudios de uma ligação entre o ex-presidente Lula e a então presidenta Dilma Rousseff. À época, Lula seria nomeado ministro-chefe da Casa Civil, mas a nomeação foi cassada após a divulgação do grampo – que não teve autorização legal.

A fala de Moro sobre o assunto veio como resposta a uma pergunta do jornalista Leandro Colon, da Folha de S. Paulo. “As informações divulgadas pelo The Intercept e pela Folha contradizem o que você diz. Lula conversou com várias pessoas e não tratou de obstrução de Justiça. Você considera esse [o vazamento] seu maior erro?”, perguntou Colon.

Moro, então, respondeu: “De forma nenhuma. O presidente Lula ia ligar, ia falar pro Michel Temer, ‘olha, quero escapar da Justiça.’? Acha que ele ia falar isso? Uma pessoa que tava trabalhando pelo impeachment? O que foi verificado na época, me passaram a informação, é que existia uma aparente tentativa de obstrução de justiça, os áudios apontavam aquilo. O interesse era relacionado àquele processo. Se teve efeito politico, isso não é responsabilidade do juiz. Naquele momento tomei uma decisão fundamentada”.

Colon, então, rebateu: “Mas o próprio ministro Gilmar Mendes, que cassou a nomeação, disse depois que houve uma manipulação ao vazar os áudios”.

“Não houve manipulação nenhuma. Aqueles áudios revelavam que existia uma tentativa de obstrução de justiça. Nada ali foi objeto de manipulação (…) O Gilmar Mendes deve assumir suas responsabilidades”, respondeu o ministro.

Vaza Jato 

Antes, respondendo a uma pergunta de Vera Magalhães, Moro ainda minimizou as revelações da série Vaza Jato, que mostraram uma conduta ilegal do então juiz na condução da operação Lava Jato. “Eu acho que a Vaza Jato é um episódio menor. É um monte de bobajarada. Foi usado politicamente para tentar soltar criminosos presos e principalmente enfraquecer politicamente o ministério. Tenho consciência absolutamente tranquila do que fiz como juiz”, declarou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum