No rastro do crime ambiental nas praias do Nordeste
18 de fevereiro de 2019, 09h51

Notificado pelo STF por chamar brasileiro de canibal, Veléz-Rodriguez diz: “amo o Brasil e nosso povo”

Colombiano de nascimento, Rodríguez afirmou em entrevista que, viajando, o brasileiro "rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo”

Foto: Reprodução

Após ser notificado pela ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), na quinta-feira (14) a dar explicações sobre uma entrevista em que disse que o brasileiro se transforma em um “canibal” ao viajar, o ministro da Educação, Ricardo Vélez-Rodriguez publicou nesta segunda-feira (18) uma mensagem em seu Twitter dizendo que ama “o Brasil e nosso povo”.

“Amo o Brasil e o nosso povo, de forma incondicional, desde a minha chegada aqui, em 1979 e, especialmente, desde a minha naturalização como brasileiro, em 1997. A entrevista à revista Veja colocou palavras minhas fora de contexto. Peço desculpas a quem tiver se sentido ofendido”, tuitou.

Colombiano de nascimento, Rodríguez afirmou em entrevista que, viajando, o brasileiro “rouba coisas dos hotéis, rouba o assento salva-vidas do avião; ele acha que sai de casa e pode carregar tudo”. Esse é o tipo de coisa que tem de ser revertido na escola”, disse o ministro na ocasião.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum