Fórumcast #20
13 de abril de 2019, 09h42

“O PSL está cada vez mais parecido com o PT”, diz Janaina Paschoal

Deputada estadual teceu críticas ao seu partido, que é o mesmo de Jair Bolsonaro; "Todos sabem que sou favorável às candidaturas avulsas (...) Eu digo e repito, Partidos são verdadeiras prisões. Uma lástima!"

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A deputada estadual Janaina Paschoal, principal nome do PSL, partido de Jair Bolsonaro, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), usou sua conta do Twitter na manhã deste sábado (13) para criticar a própria legenda.

Uma das autoras da peça que deu origem ao processo de impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff no Congresso, Janaína revelou que há planos para mudar o nome do partido de PSL (Partido Social Liberal) para PCL (Partido Cristão Liberal). A professora de Direito, no entanto, não gostou da ideia pelo fato de o “C”, segundo ela, ser associado ao “comunismo”.

“Todos sabem que sou favorável às candidaturas avulsas (independentes de Partidos). Mas, por enquanto, a lei exige que eu esteja atrelada a um Partido, sob pena de perder o mandato. Pois bem, sendo assim, digo logo que sou contra trocar o nome do PSL para PCL. Eu sei que o C significaria Conservador, mas, historicamente, o C remete a Comunista. Era só o que me faltava!”, escreveu.

Em outro tuíte, a deputada estadual prosseguiu e intensificou a crítica, cheagando a comparar seu próprio partido ao PT, agremiação que sempre fez ferrenha oposição. O motivo seria o fato de Jair Bolsonaro, na sexta-feira (12), ter decidido interferir na decisão da Petrobras e recuar no aumento do diesel, o que fez com que a bolsa registrasse queda de 8%.

Veja também:  Revoltada com fake news, Luisa Mell sai em defesa da Amazônia e critica governo Bolsonaro

“Ademais, com a decisão de ontem do nosso Presidente, o L de liberal já não é tão liberal assim. O PSL está cada vez mais parecido com o PT. Eu digo e repito, Partidos são verdadeiras prisões. Uma lástima!”.

Leia também
Janaína Paschoal critica Bolsonaro: “Um líder precisa adotar critérios minimamente claros”

O PSL, até 2018, era um partido nanico e engrandeceu graças à filiação de Jair Bolsonaro, que se associou à sigla para concorrer à eleição que foi vitorioso. Na carona de Bolsonaro, o partido elegeu a maior bancada da Câmara dos Deputados e lotou assembleias legislativas.

Janaína Paschoal, que ganhou fama entre o eleitorado conservador após o impeachment de Dilma Rousseff, veio nesta onda do PSL. Desde que assumiu seu mandato, no entanto, não tem poupado críticas ao presidente da República, seu correligionário.

Veja também:  Frota diz que diálogos da Vaza Jato são "graves" e que podem anular processo de Lula

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum