Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de janeiro de 2020, 10h32

Paulo Guedes diz que capitalização da Previdência é a “versão mais potente” para criar empregos

Para Guedes, direitos previstos na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) "são armas de destruição em massa do emprego"

Paulo Guedes - Foto: Reprodução/SBT

Antes de embarcar para Davos, na Suíça, onde participa a partir desta terça-feira (21) do Fórum Econômico Mundial, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a capitalização da Previdência, privatizando todo o sistema de aposentadoria, é a “versão mais potente” para gerar emprego, especialmente aos mais jovens.

“A versão mais potente, que criaria milhões de empregos em 2 ou 3 anos, seria a capitalização da Previdência, com a desoneração completa para os jovens”, disse em entrevista a Fernando de Barros, do site Poder 360, gravada no dia 14 de janeiro e que foi ao ar no domingo (19), pelo SBT.

Guedes fez a declaração quando foi indagado sobre a carteira verde e amarela que, segundo ele, deveria ser um novo regime trabalhista e previdenciário. “Onde os jovens teriam escolha. Você quer entrar no regime antigo, esse onde você tem os encargos trabalhistas, a aposentadoria, os sindicatos, tem todas essas medidas, que na minha visão são obsoletas, antiquadas, que explica esse desemprego em massa. Os encargos trabalhistas são armas de destruição em massa do emprego”, sobre os direitos previstos na Consolidação das Leis Trabalhistas.

O outro regime, segundo o ministro, seria uma “tentativa simplificada”. “O Rogério Marinho, meu secretário de Previdência, uma vez frustrada a carteira verde e amarela com capitalização, ele está tentando atacar o problema do desemprego com alguns elementos daquela proposta original, que era mais potente.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum