#Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de outubro de 2018, 07h16

Pelas redes sociais, artistas cobram ministra Rosa Weber, do TSE, sobre escândalo #caixa2doBolsonaro

Caetano Veloso, Teresa Cristina, Sônia Braga, Letícia Sabatella, Vladimir Brichta, Sophie Charlote e dezenas de outros artistas foram às redes sociais cobrar uma posição da Justiça Eleitoral sobre a fraude das fake news promovida pela campanha de Bolsonaro.

Reprodução/Instagram

Caetano Veloso, Teresa Cristina, Sônia Braga, Letícia Sabatella, Vladimir Brichta, Sophie Charlote e dezenas de outros artistas foram às redes sociais cobrar uma posição da ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sobre o escândalo #caixa2doBolsonaro.

“E então ministra Rosa Weber, qual sua reação diante desses escândalos de fake news e crimes eleitorais”, afirmou Caetano em vídeo no seu instagram. Reunidos sob a hashtag #342artes, pedem uma posição firme da Justiça sobre os crimes eleitorais. “Senhora ministra, qual a posição do TSE. Nós queremos o melhor para o Brasil. Nós queremos justiça”, disse Sônia Braga, em vídeo.

Leia também: Artistas lançam manifesto do Rap Pela Democracia

Nesta quinta-feira (18), a coligação “O Povo Feliz de Novo”, de Fernando Haddad (PT), entrou com uma ação de investigação judicial eleitoral no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a chapa de Jair Bolsonaro (PSL) e Antônio Hamilton Mourão (PRTB) pelas denúncias de caixa dois que foram publicadas mais cedo no jornal Folha de S.Paulo.

Segundo o documento, “há indícios de que foram comprados pacotes de disparos em massa de mensagens contra o PT e a coligação O Povo Feliz de Novo pelo aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp, consubstanciando doação de pessoa jurídica, utilização de perfis falsos para propaganda eleitoral e compra irregular de cadastros de usuários”.

Veja alguns vídeos dos artistas.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum