O que o brasileiro pensa?
01 de julho de 2020, 12h54

PGR avalia unificar forças-tarefas e acabar com a Lava Jato

Projeto aguarda votação no Conselho Superior do Ministério Público Federal e tem o apoio do procurador-geral Augusto Aras, que ficaria com as equipes sob seu controle

Augusto Aras (Reprodução)

O Conselho Superior do Ministério Público discute a possibilidade de reunir todas as forças-tarefas sob comando único. O projeto não é novo e foi lançado com formatos diferentes desde a gestão de Rodrigo Janot. Agora, aguarda votação no Conselho Superior do Ministério Público Federal e tem o apoio do procurador-geral Augusto Aras, que ficaria com as equipes sob seu controle.

Hoje, existem quatro forças-tarefas: as da Lava Jato no Rio, em São Paulo e em Curitiba; além da força-tarefa Greenfield, em Brasília, que investiga desvios em fundos de pensão.

Os investigadores, no entanto, resistem e veem risco de perderem a autonomia com essa unificação.

O projeto cria a Unidade Nacional de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado, a Unac, para unificar a atuação dos quatro grupos. O objetivo é ter uma coordenação nacional, com sede em Brasília, subordinada ao procurador-geral, para atuar no combate à corrupção, a atos de improbidade administrativa e ao crime organizado.

O coordenador escolhido por Aras teria amplo acesso ao banco de dados dos núcleos de investigação e decidiria sobre os recursos que seriam liberados para as investigações.

O coordenador da Unac, que será escolhido pelo procurador-geral da República a partir de uma lista tríplice, terá mandato de dois anos.

Com informações do Jornal Nacional


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum