Fórumcast #20
20 de março de 2018, 10h53

Polícia Militar mantém Mulheres de ocupação do MST sob cárcere em ônibus

As mulheres do MST participam de ocupação da Nestlé em São Lourenço-MG, para denunciar o processo de privatização das águas promovido pelo governo de Michel Temer

Após realizar uma manifestação na sede da Nestlé, em São Lourenço-MG, para denunciar o processo de privatização das águas promovido pelo governo golpista de Michel Temer, a polícia segurou os ônibus numa rua, cercando-os com uma viatura.

Após revistar as mulheres que participaram da ocupação, os policiais apreenderam as chaves de nove veículos e mantém mais de 400 mulheres presas nos ônibus.

Também estão impedindo fazer fotos e filmagens, ameaçando apreender os celulares.

Em janeiro de 2018 Michel Temer e o presidente da Nestlé, Paul Bulcke, se reuniram para discutir a exploração do Aquífero Guarani. A reserva abrange quatro países. Após as vitórias dos conservadores na Argentina e golpes de Estado no Paraguai e no Brasil, somente o Uruguai poderia colocar empecilhos à privatização. “Quanto mais o golpe se aprofunda, fica mais clara a influência de grandes grupos econômicos sobre a política e seu interesse em explorar as nossas riquezas naturais”, explica Oliveira.

Veja também:  Monica Benicio, viúva de Marielle, visita Lula: "Assim como Marielle, dedicou a vida a lutar pelos que mais precisam"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum