Fórum Educação
09 de agosto de 2019, 09h36

Popularidade de Moro cai, mas ainda é maior que a de Bolsonaro, segundo pesquisas de partidos

Tanto em conversas no Congresso quanto no Supremo Tribunal Federal (STF), os relatos indicam que Bolsonaro não vê Moro como alguém disposto a segurar rojões que não sejam do próprio interesse

Foto: Carolina Antunes/PR

De acordo com informações do Painel, da Folha, o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, teve a sua popularidade abalada conforme indicam pesquisas internas de partidos. Ele não ostenta a aprovação de outrora —perdeu pontos na casa das dezenas—, mas “mesmo fraco é forte, maior do que Jair Bolsonaro”.

A coluna informa que partidos de centro e centro-direita fizeram levantamentos municipais e nacionais nos últimos dias. A popularidade de Moro foi testada na segunda categoria.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Apesar de aliados reconhecerem que Moro está sob fogo cerrado, eles dizem que seu trabalho na segurança pública, os índices que tem apresentado, lhe dão sustentação no cargo para além da espuma política.

São vastos os relatos da crescente desconfiança entre Bolsonaro e seu auxiliar. No Planalto, prolifera a versão de que o ministro, para se eximir da posição de subscritor de propostas polêmicas, municia a imprensa com informações que o distanciem de casos como o dos decretos que facilitaram porte e posse de armas.

Tanto em conversas no Congresso quanto no Supremo Tribunal Federal (STF), os relatos indicam que o presidente não vê o auxiliar como alguém disposto a segurar rojões que não sejam do próprio interesse.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags