Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de julho de 2019, 17h56

Presidente da UNE denuncia violência durante ato em frente ao MEC

“A manifestação pacífica contra a cobrança de mensalidades nas universidades públicas foi interrompida por agressões e spray de pimenta”, contou o presidente da entidade, Iago Montalvão

Iago Montalvão, presidente da UNE foge da repressão em protesto em frente ao MEC (Foto: Matheus Alves/Cuca da UNE)

Um grupo de estudantes foi agredido após manifestação pacífica contra os cortes de verba do governo Bolsonaro, nesta terça-feira (16), em frente ao Ministério da Educação (MEC).

“A manifestação pacífica contra a cobrança de mensalidades nas universidades públicas foi interrompida por agressões e spray de pimenta”, contou o presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Iago Montalvão.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Os estudantes foram para a frente do MEC, para reafirmar que não aceitam a privatização das universidades públicas. “A educação tem sido alvo de diversos cortes e hoje já estamos vivenciando universidades com energia elétrica cortada por falta de verba”, disse.

Assistam ao vídeo da vice-presidenta da UNE, Élida Elena:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum