Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de fevereiro de 2020, 11h40

Propina de R$ 20 milhões a Aécio foi repassada por ex-sócio de Luciano Huck, diz Eike Batista

Aécio teria pedido pessoalmente a Eike que repassasse o dinheiro ao ex-sócio de Luciano Huck

Eike Batista, Aécio Neves e Luciano Huck (Arquivo)

Em delação à Procuradoria-Geral da República, Eike Batista afirmou que pagou R$ 20 milhões de propinas a Aécio Neves por meio de Alexandre Accioly, ex-sócio de Luciano Huck na rede de academias Bodytech.

Em depoimento detalhado, Eike disse que a propina foi paga como troca de favores pela “ajuda” do então governador de Minas Gerais a empresas do grupo X junto ao poder público, como por exemplo a concessão de licenças ambientais.

Aécio teria pedido pessoalmente a Eike que repassasse o dinheiro ao ex-sócio de Luciano Huck.

Essa não é a primeira vez que Accioly aparece como operador de propinas de Aécio. Em dezembro de 2017, a PGR e a Polícia Federal (PF) revelou um esquema de propinas a Aécio no valor de R$ 50 milhões, repassados pela Odebrecht (R$ 30 milhões) e pela Andrade Gutierrez (R$ 20 milhões).

A propina teria sido depositada em uma conta de offshore em Cingapura em nome de uma pessoa vinculada a Accioly, que é padrinho de um dos filhos de Aécio.

A propina teria sido para atuar em nome de empreiteiras na construção da Usina de Santo Antônio, no Rio Madeira, em Rondônia.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum