Fórumcast, o podcast da Fórum
19 de julho de 2019, 09h40

Roteirista do filme Bruna Surfistinha responde a Bolsonaro: “Cegueira e ignorância levam à censura”

"O que você não deveria admitir é 13 milhões de desempregados, universidades sucateadas e ter laranjas na sua família. Cegueira e ignorância levam à censura. Melhore", disparou Antonia Pellegrino

Antonia Pellegrino, roteirista de Bruna Surfistinha, e Bolsonaro (Reprodução)

Antonia Pellegrino, premiada roteirista do filme “Bruna Surfistinha”, usou as redes sociais nesta sexta-feira (19) para rebater a afirmação de Jair Bolsonaro, que nesta quinta-feira (18) disse que “não admite ver filmes como Bruna Surfistinha sendo apoiado com dinheiro público“.

“O que você não deveria admitir é 13 milhões de desempregados, universidades sucateadas e ter laranjas na sua família. Cegueira e ignorância levam à censura. Melhore”, disparou Pellegrino.

A roteirista ainda disse ter muito orgulho da produção “que empregou 350 pessoas, premiada no Brasil e no mundo e que levou 2 milhões de pessoas ao cinema”. O filme venceu o  Grande Prêmio Brasileiro de Cinema de 2012 em três categorias: roteiro, Melhor Atriz (Deborah Secco) e Melhor Atriz Coadjuvante (Drica Moraes). Já no Prêmio Contigo Cinema, levou o título de Melhor Filme do Júri Popular e Deborah Secco garantiu a categoria de Melhor Atriz tanto no Júri Popular quanto no Júri Técnico.

Veja também:  Ex-ministros do Meio Ambiente pedem ao Congresso a criação de comissão para combater desmatamento

O ataque ao filme “Bruna Surfistinha” por Bolsonaro veio ao comentar sobre sua intenção de promover mudanças na Ancine.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum