Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de julho de 2018, 11h31

Secretaria de Mulheres do PT-SP apresenta balanço de pré-candidaturas

Estado conta com 50 pré-candidatas, sendo 30 para o cargo de deputada estadual e 20 para federal

(Foto: Divulgação/PT )

O balanço da primeira etapa do projeto Elas por Elas, em São Paulo, foi apresentado pela Secretaria de Mulheres do PT-SP, durante encontro de pré-candidaturas petistas na capital paulista. A ideia, desenvolvida pela Secretaria Nacional de Mulheres em parceria com as setoriais nos estados, visa fortalecer a participação de mulheres na política. As informações são de Geisa Marqies, da Comunicação Elas por Elas.

Segundo o relatório, o estado de São Paulo conta com 50 pré-candidatas, sendo 30 estaduais e 20 federais. Dessas, 19 se autodeclaram negras, duas se reconhecem como indígenas, duas fazem parte do grupo de lésbicas, bissexuais e trans e uma é nipônica.

A maioria das pré-candidatas (30) participa pela primeira vez de uma pré-campanha eleitoral. De acordo com a secretária de Mulheres do PT-SP, Débora Pereira, o número já pode ser visto como um resultado das ações de fortalecimento da participação de mulheres na política.

“É um time de mulheres que é resultado dessa agenda de fortalecimento das pré-candidaturas, seja pelo legislativo, com a reserva de 30% dos recursos dos Fundos Eleitoral e Partidário, seja pela nossa política interna de fortalecimento dessa representação”, afirma.

Nos últimos três meses, de acordo com a secretária, as pré-candidatas tiveram acesso a planejamento estratégico de campanha, formação política e em comunicação. Contudo, o trabalho começou ainda antes, com o mapeamento das potenciais candidaturas.

“Começamos a trabalhar com a ideia de que campanha é muito mais do que entregar panfleto e pedir voto. É ter projeto político, saber como entregar o papel e como pedir o voto”, ressalta.

Por meio do projeto, as pré-candidatas receberão um kit de comunicação, com vídeos, spot de rádio, foto oficial, biografia e logomarca para a pré-campanha nas redes sociais.

A próxima etapa do projeto em São Paulo, como explica a secretária, será destinada à continuidade da formação e ao acompanhamento da execução do planejamento durante todo o processo eleitoral. Débora reforça ainda que a intenção é dar andamento à iniciativa, mesmo após o término das eleições.

“A perspectiva é de continuar caminhando com essas companheiras ao longo de 2019 e 2020, para que aquelas que não forem eleitas sejam as nossas figuras públicas em 2020, como prefeitas, vice-prefeitas e vereadoras”, completa.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum