Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de abril de 2019, 07h19

Subprocurador quer investigar suposto favorecimento da Record, de Edir Macedo, em verbas publicitárias de Bolsonaro

Aumento de 63% na verba publicitária favoreceu Record, de Edir Macedo, que recebeu mais que a Globo. “O princípio da impessoalidade requer, sob o enfoque da isonomia, que a administração pública confira tratamento isonômico, sem preferências ou discriminações”, escreveu subprocurador

Bolsonaro e Edir Macedo, o campeão de verbas de publicidade (Foto: Montagem)

Coluna Painel, da jornalista Daniela Lima, na edição desta terça-feira (16) da Folha de S.Paulo, informa que o subprocurador-geral do Ministério Público de Contas do Tribunal de Contas da União, solicitou investigação sobre “possível direcionamento de verbas publicitárias” pelo governo Jair Bolsonaro.

Leia também: Com Bolsonaro, gasto com publicidade aumenta e Record, de Edir Macedo, supera Globo

O pedido está relacionado à divulgação nesta segunda-feira (15) sobre aumento de 63% dos gastos de Bolsonaro com publicidade no primeiro trimestre – em comparação o mesmo período de 2018. A Rede Record, de Edir Macedo, foi a que mais recebeu dinheiro, passando a Globo, que perdeu também para o SBT, de Silvio Santos.

“O princípio da impessoalidade requer, sob o enfoque da isonomia, que a administração pública confira tratamento isonômico, sem preferências ou discriminações”, escreveu Rocha. A Secom diz que quitou compromissos assumidos pela gestão anterior.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum