Fórumcast #20
25 de setembro de 2018, 10h50

Textos que chamam Bolsonaro de “boçal” e seus eleitores de “desorientados” são usados em prova da Faap

Apesar das duas questões se restringirem à gramática, o diretor-geral da escola disse que “respeita a autonomia dos professores”, nesse caso, houve um “erro grave”

Reprodução

De acordo com texto de Andreza Matais, na Coluna do Estadão, o colégio Faap de Ribeirão Preto incluiu numa prova aplicada aos alunos do 3.º ano e cursinho, domingo (23), dois textos publicados na imprensa críticos a Bolsonaro.

Em um deles, da escritora Tati Bernardes, os eleitores do candidato são chamados de “desorientados” e no outro, o servidor federal Celso Rocha de Barros diz que se Bolsonaro vencer, dará um golpe de estado. “Se você quiser eleger Bolsonaro, aproveite, porque deve ser seu último voto”, diz no primeiro parágrafo.

Apesar das duas questões se restringirem à gramática, o diretor-geral da escola, Lafayette Tourinho Neto, disse à Coluna que “respeita a autonomia dos professores”, mas, nesse caso, houve um “erro grave”.

Tourinho disse ainda que “os textos são dogmáticos, agressivos e ofendem os eleitores do candidato. Não havia contraponto. Foi uma infelicidade grave”.

O diretor disse que vai convocar o corpo docente para uma reunião sobre o episódio.  “A escola agrediu dois princípios: respeito à pluralidade e ao próximo. Vamos refletir sobre isso.”

Veja também:  Ditadura Bolsonaro: Mídia já não consegue esconder mandos e desmandos autoritários do presidente

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum