Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de setembro de 2018, 12h39

Torcida do Atlético Mineiro entoa canto homofóbico relacionado a Bolsonaro no Mineirão

A diretoria do Atlético lamentou o ocorrido e postou um vídeo nas redes sociais reiterando o repúdio “a quaisquer gestos de preconceito ou de incitação à violência”

Torcida do Atlético. Foto: Reprodução

A torcida do Atlético Mineiro entoou um canto homofóbico relacionado a Bolsonaro e ofensivo à torcida do Cruzeiro durante o clássico válido pelo Campeonato Brasileiro, realizado neste domingo (16), no Mineirão, que terminou sem gols.

“Ô Cruzeirense, toma cuidado, o Bolsonaro vai matar todo viado”.

A diretoria do Atlético lamentou o ocorrido e postou um vídeo nas redes sociais reiterando o repúdio “a quaisquer gestos de preconceito ou de incitação à violência”.

“O CAM lamenta profundamente as manifestações homofóbicas de parte dos torcedores, no jogo deste domingo, no Mineirão. Reiteramos nosso repúdio a quaisquer gestos de preconceito ou de incitação à violência.”

O Galo Queer, movimento anti-homofobia e anti-sexismo no futebol dos torcedores do Atlético Mineiro, se posicionou nas redes sociais:

“Esperamos que a diretoria do Clube Atlético Mineiro se posicione publicamente em repúdio aos cantos entoados pela torcida atleticana no clássico de hoje, no Mineirão. Um grito que incita diretamente o assassinato de homossexuais. É inadmissível que o clube que carrega o marketing de time de povo fique em silêncio diante das ações violentas de parte da sua torcida. Lembramos que o artigo 13 do Estatuto do Torcedor garante que não se deve incitar atos de violência no estádio, qualquer que seja a sua natureza, e ainda que não tenham cânticos discriminatórios, racistas ou xenófobos. O Galo deve ser amor e não intolerância.”

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum