TSE define data para julgar ações contra chapa Bolsonaro-Mourão

Presidente e vice são investigados por abuso de poder econômico e uso indevido dos veículos de comunicação nas eleições de 2018

As ações que pedem a cassação da chapa Jair Bolsonaro-Hamilton Mourão, por abuso de poder econômico e uso indevido dos veículos de comunicação nas eleições de 2018, começam a ser julgadas na terça-feira (26).

A apreciação será feita pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Luís Roberto Barroso, presidente da Corte, comunicou a decisão aos outros integrantes do tribunal e encaminhou para publicação na pauta. As informações são da coluna de Igor Gadelha, no Metrópoles.

Os advogados de Bolsonaro foram informados por integrantes do TSE sobre a data para o início do julgamento. A expectativa da defesa do presidente é que a análise das ações siga até a quinta-feira (28).

Com a marcação dessa data, Barroso permite que o atual corregedor da Corte, Luis Felipe Salomão, participe do julgamento. Salomão, que acompanhou toda investigação, deixará o TSE no dia 29 de outubro.

Disparos em massa

As ações argumentam que tanto Bolsonaro quanto Mourão cometeram abuso de poder econômico e uso indevido dos veículos de comunicação nas eleições de 2018. A chapa, segundo as denúncias, teria comandado a contratação de empresas que efetuaram disparos em massa de mensagens contra o PT.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR