Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de fevereiro de 2020, 21h54

Vaccari é condenado mais uma vez pela Justiça de Curitiba

Ex-tesoureiro do PT foi condenado a mais de sete anos de prisão sob a acusação de intermediar corrupção em contratos da Petrobras; ele poderá recorrer em liberdade

Foto: José Cruz/Agência Brasil

A 13ª Vara Federal de Curitiba, que até 2018 era controlada pelo atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, condenou nesta quarta-feira (19) o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, a sete anos e seis meses de prisão no regime semi-aberto por corrupção passiva no âmbito da Lava Jato.

Ele é acusado de intermediar propinas em negociações entre a Petrobras, Sete Brasil e Jurong e poderá recorrer da condenação em liberdade.

Além dele, foram condenados o ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, e Guilherme Esteves de Jesus, operador financeiro do estaleiro Jurong no Brasil. O primeiro a seis anos e seis meses de reclusão no semiaberto e, o segundo, a 19 anos e 4 meses de reclusão no regime fechado.

Ambos, assim como Vaccari, no entanto, poderão recorrer da sentença em liberdade.

A denúncia havia sido apresentada pela Lava Jato em 2016.

Até o momento, os advogados dos três sentenciados não se pronunciaram.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum