Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
27 de julho de 2019, 08h14

Vídeo: Ao lado de Glenn, David Miranda ironiza fake news sobre internação por cocaína

Fake News propagada por blogueiro bolsonarista Allan dos Santos dizia que Glenn teria sido internado após ataque cardíaco por uso da droga. Jornalista Ancelmo Góis, d'O Globo, diz que Glenn passou por cateterismo

David Miranda e Glenn Greenwald (Reprodução)

Em vídeo publicado nesta sexta-feira (26) nas redes sociais, o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) ironizou a fake news divulgada pelo blogueiro bolsonarista Allan dos Santos sobre uma suposta internação de seu marido, o jornalista Glenn Greenwald, por infarto após uso de cocaína. O jornalista e fundador do The Intercept Brasil esteve de fato no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, na última segunda-feira (22), porém para realizar uma um procedimento de cateterismo, segundo o jornalismo Ancelmo Góis, do jornal O Globo. “Essa fábrica de fake news é inacreditável”, comenta David Miranda no vídeo.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A fake news sobre o jornalista ter sido internado por conta do uso de cocaína foi publicada originalmente pelo site Terça Livre, do blogueiro Allan dos Santos, ligado ao clã Bolsonaro. Ele também participou da propagação de fake news durante a campanha presidencial, além de outros casos envolvendo jornalistas do O Estado de S.Paulo.

Em reportagem publicada no último sábado (20) no jornal The New York Times, David Miranda e Glenn Greewald são colocados como dois dos responsáveis por frustrar planos do governo de extrema direita de Jair Bolsonaro. Os dois encontram-se na linha de frente da divisão política no país, o que explicaria os ataques e ameaças protagonizados por Bolsonaro e seus aliados. Confira a reportagem do The New York Times na íntegra.  

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum